terça-feira, 30 de dezembro de 2008

My dream...

Só uma pequena correcção meu caro, não querendo desprezar todos os votos por si prestados à nossa mui querida Sara, mas aqui vai o vídeo original ;)




My dream is to fainde, a Madeleine alaibe. Ehhhhhh!
Madeleine... where are you know???
I go to Praia da Luz but I can't find you! Ehhhhhh!!!

Palavra do Senhor

Disse então o Senhor a Moisés:
“Por que você está clamando por mim? Diga aos israelitas que sigam avante. Erga a sua vara e estenda a mão sobre o mar, e as águas se dividirão para que os israelitas atravessem o mar em terra seca. Eu, porém, endurecerei o coração dos egípcios e eles os perseguirão. E serei glorificado com a derrota do faraó e de todo o seu exército, com seus carros de guerra e seus cavaleiros.

Moisés ergue a vara e estende a mão sobre o mar, mas, um egípcio infiltrado no meio dos israelitas coloca-se na frente de Moisés e grita bem alto: "NÃAAAAAAOOOOOOOOOOOOOOO!!!"
E todo o poder cedido pelo Senhor a Moisés teve efeito no egípcio, que ficou assim:












Palavra do Senhor, ÁMEN!

Amar é amar, é ir e voltar

Quem nunca amou, quem nunca foi amado, jamais poderá compreender estas palavras.
Agora percebo os homossexuais e as lésbicas, percebo os padres e as freiras (os acólitos e as velhotas que vão à igreja nem tanto), percebo o Carlos Cruz e o Bibi, percebo toda essa cambada que toma as decisões mais estranhas na sua vida, fazem-no de forma a evitar o sofrimento do amor.
Amar dói.

Um amor não correspondido, é o mesmo que comer e ser comido.
Contam-se pelos dedos das mãos, jamais chegarão os dedos dos pés, para contabilizar os anos que incansavelmente se consegue amar uma pessoa. Temo que seja para toda a vida, temo que a minha vida não seja suficiente para ela me amar, que o coração se desgaste de tanto sofrer e que o candeeiro do amor deixe de iluminar por a lâmpada da paixão se "funder".
Luto cada dia, cada noite, cada minuto, cada segundo, por este palpitar acelerado do meu coração, tentando ser uma pessoa melhor, tentando que percebas que hoje sou uma melhor pessoa e para ti serei o melhor. Não é fácil, nada é fácil nesta vida e se eu não fosse tão lutador, provavelmente teria optado pela Eucaristia ou então por mijar sentado e ler a revista Maria.

Como podemos considerar que alguém é a pessoa da nossa vida?
Dou-me ao luxo de dizer que conheço imensa gente, que tenho as melhores amigas, mas nunca ninguém foi tão perfeito para mim, nunca ninguém me completou de tal forma como tu, mesmo sendo eu mais completo que o parque do NorteShopping nas tardes de Domingo.
Os teus caracóis, para mim são ondas do mar, que por vezes me deixam à deriva e outras prendem-me como anzóis. Os teus olhos castanhos jamais me serão estranhos e o seu brilho sempre ofuscará o sol. A tua pele morena leva-me numa montanha russa de sentimentos mas ao mesmo tempo tranquiliza-me a alma, deixando-a serena. A estrela no teu braço faz-me querer adormecer no teu calor, no teu regaço e o teu corpo de deusa aliado ao teu poder de sedução, provocam em mim uma guerra de amores, deixando indefeso, o pobre do meu coração.
Para mim és uma droga e de ti eu sou dependente. Espeta-me incessavelmente a tua seringa de sedução, infecta-me com o teu vírus da paixão e mata-me, mata-me, imploro, provoca-me uma overdose de carinho, deixa-me de rastos e depois cura-me com o teu soro do amor.
Nunca conheci ninguém como tu, que desde o primeiro dia, me levasse a passear pelas nuvens sabendo que um dia estaríamos na lua e, o facto de estar assim, talvez tenha sido por me teres atirado de cabeça dessas tão doces e inseguras nuvens, sempre tendo alguém de braços bem abertos, desejosa por não me deixar cair, mas sempre preferi cair no solo, batendo forte com a cabeça de forma a aprender com os meus erros.
Na verdade aprendi e assim me desenvolvi.

Talvez não sejas o melhor para mim, ou até mesmo nunca encontrarei alguém que me deixe sem ar, ao mesmo tempo que me prende as asas e não me deixe voar, mas estarei certo que a felicidade irei encontrar, nem que para isso tenha que deixar de te amar.
Nunca à tua frente, jamais atrás de ti, mas sim a teu lado, deixa-me viver, deixa-me rir, deixa-me sonhar, deixa-me amar, deixa-me ser alguém e fazer com que também o possas ser, mas simplesmente, deixa-me!
Depois de todos os momentos que passamos ou que não estivemos juntos, as nossas piadas, os risos, os presentes sem valor material mas que a nível sentimental eram dignos de permanecerem na caixa forte do amor, as noites que enchiam de sol os nossos corações, as m*rdas por que passamos dão-me forças para dizer o seguinte:
AMO-TE VIDA!!!

Props

A todos os meus fiéis seguidores, a todos os meus apoiantes, a todas as pessoas que se dão ao trabalho de ler, de comentar e de soltar umas boas gargalhadas, nem que seja só o esboçar de um leve sorriso, nem que muitas das vezes seja tímido (eu compreendo), um muito obrigado pelo vosso apoio, pelos vossos incentivos e pelos vossos gestos de apreço pela minha escrita.
Um dia eu vou ser grande, vou lançar um livro como quem lança um cd, aliás, o meu primeiro livro irei pendurá-lo no retrovisor do meu carro ou até mesmo encher o quintal de páginas reflectoras de sentimentos de forma a espantar os fdp dos pássaros que me comem as couves todas!!! Afinal de contas um livro é um cd, apenas não dá para ouvir nem para inserir no leitor do automóvel.
Uma enorme vénia a todos vós, pois mesmo sem voz, continuarei a escrever!!!

Votos de umas boas entradas!!!

sábado, 27 de dezembro de 2008

Maddie's song

Já estarão a pensar que vou dedicar algum do meu precioso tempo a falar da Madeleine. Eu não sou idiota. Sou parvo. E se os pais fizeram o que fizeram para não lhe dedicar tempo, eu é que não o iria fazer.
Este post deve-se então a quê?
Yves LaRock tem uma música ("Rise Up") muito bonita, ou talvez não, cuja letra não faz sentido nenhum, porque ele canta o seguinte:
"My dream is to fly over the rainbow so high".
Que traduzido para a nossa tão bela língua é qualquer coisa como:
O meu sonho é voar além do arco-íris tão alto.

Primeiro, o Yves não é o Superhomem, por isso não voa.
Segundo, o arco-íris é inalcansável. Dahhh
Terceiro e último, o arco-íris é coisa de gays.

No entanto, esta música cantada de outra maneira pode ter mais sentido. A nossa caríssima e sorridente amiga Sara Lopes, a quem desde já agradeço, deu muita mais piada a esta música. Em vez de "My dream is to fly over the rainbow so high", cantem "My dream is to find oh Madeleine alive".

Ora tentem lá:

video

Fica ou não fica muito melhor??
A Sara é ou não é grande? Façam-lhe lá uma vénia...
Agora não andem para ai a cantar isso, não vá a miuda aparecer mesmo. E viva. Livrem-se. É que ia ser uma chatice. Os telejornais portugueses a reavivar a história toda, as reportagens... f*da-se...!!




Porque nunca é demais:
Sarinha mil obrigados pelo momento proporcionado. Mas só por este. Os outros ainda me cortam a alma...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Grande Reportagem: "Meu Querido Santo António"

Caros leitores:

Já pararam para pensar no Santo António? Pensar na sua figura?
Reparem bem!!





Após alguns minutos, 3 shots de tequilla, 2 favaios e uma vidago (ganho por fazer publicidade), descobri o que ninguém quis ver. O que faz um homem estar sempre em pé, de batinha (por sinal fora de moda), um corte à Santo António (o corte original é dele), com um livro, uma criança ao colo que lhe faz miminhos, num jardim verdejante...? Ou é parvo ou é pedófilo. Ora, como não faz parte desta maravilhastica equipe, só pode ser pedófilo.
Há tantos anos que este senhor, de seu nome Fernando, pousado nos mais diversos sítios das nossas casas (no meu caso,a servir de calço à mesa de jantar) faz troça de nós. Por trás daquela imagem a quem pedimos ajuda, está um pedófilo. Os Casapianos deviam visualizar muito bem aquela imagem e pensar se não o terão visto, numa daquelas festarolas organizadas pelo nosso amigo e relações públicas BIBI.
O livro que tem ao colo demonstra ser alguém ligado ao ensino. A criança... bem nem vamos falar. E mais importante ainda, onde é que se festeja o dia de Santo António? Até realizam uma marcha (como é que é possível alguém perder tempo com aquilo... marchas populares... f*da-se). Em Lisboa!


As contas são muitos fáceis de fazer:
Ensino + criança + Lisboa = Casa Pia

Pensem nisso.
Nunca ninguém ousou desconfiar, ou confrontar os factos. É um santo. Mas, destemidos e parvos que somos, não nos deixamos intimidar por um santinho, ainda por cima mouro. É que, o ser pedófilo até é desculpavél, agora mouro...!!!


Mas o que é isto News


Reportagem: Adalberto Parvo
Texto: Adalberto Parvo
Montagem: (devia ter envolvido uma rapariga de leste nesta história, só para a montar)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

No comment


Natal nos hospitais

Chegou o Natal, ou está a chegar, se calhar com a crise nem vai chegar, porém, é tempo (quando digo tempo, refiro-me ao tempo tempo e não ao tempo na verdadeira identidade da palavra) do Natal nos Hospitais, ou seja, Natal para os coitadinhos.
Uma grande produção (apenas em tamanho) que é realizada pela RTP directamente de Alcoitão (terra das famosas alcagoitas) e do Porto.
Para os que não sabem e até mesmo para os que sabem, o Natal dos Hospitais consiste em pegar nos utentes com as mais diversas incapacidades/doenças (pacientes não, porque com as filas de espera mesmo eu perderia a paciência) e colocá-los numa sala fechados, obrigando-os a assistir durante dez horas consecutivas, do mais puro e cruel massacre que consiste num barulho ensurdecedor proporcionado pelos mais belos artistas da música tradicional portuguesa, vulgar PIMBA!
Artistas como Marco Paulo e as suas plásticas, José Cid a imitar Ray Charles com os seus óculos escuros (deve usá-los para não ver as figuras que está a fazer), Romana que só é boa na cama, Rita Guerra que não tem os pés assentes na terra, Emanuel a quem eu limparia o rabo se me acabasse o papel, Mickael e o seu encantador pai Tony que deveriam apanhar a carreira para bem longe de Portugal, passando por Avô Cantigas que é mais um "panisgas" que gosta de criancinhas sem nunca esquecer o inconfundível Padre Borga, que deveria estar a levar com o crucifixo nas costas em vez de espantar, com as suas cantigas, os espíritos que estão na "morga", não fazem uso da sua vocação que é estar em casa sossegaditos (e mesmo assim estorvam) e soltam umas notas que "diz que é musica" de forma a entreter (ou tentar) as pessoas com necessidades especiais.
Sei porque escolhem este público (maioritariamente com paralisia cerebral), porque são os únicos que não conseguem expressar o seu descontentamento, a sua angústia, pessoas que não têm poder de escolha/decisão e mesmo se quisessem atirar ovos ou tomates podres, nunca conseguiriam acertar no alvo a abater.
Após cinco minutos perdidos da minha vida a ver isto, fiquei doente e julgo já ter os requisitos para poder assistir ao Natal nos Hospitais de borla, mas continuo sem conseguir esclarecer uma dúvida, que julgo ser essencial para compreender o intuito deste belo programa português - Os artistas são os que estão na cadeira de rodas e os doentes de paralisia cerebral são os que estão em cima do palco a cantar em playback não são? Digam-me que sim...
E ainda têm a coragem de chamar a esta pouca vergonha de SOLIDARIEDADE!
Pai Natal, se leres o meu blog, por favor, põe-me TVCABO!!! E se é para ver mais disto... esquece o plasma que te pedi!!!

domingo, 14 de dezembro de 2008

Descida do gasoil

Hoje, pela primeira vez desde Fevereiro de 2007, consegui botar mai gasoil que eurios. Vou aproveitar a descida do gasoil e em vez de festejar a pé ou de camionete, vou poder festejar de carro a reeleição do Paulo Portas no CDS.
Paulito foi reeleito com 95% dos votos a favor.
Paulo, se me estás a ler, os meus sinceros parabéns. Também te digo, se não eras reeleito, em vez de festejar, ia acender uma velita por ti a Fátima. Apenas 30% dos eleitores votaram (os restantes 70% ou não sabiam que havia eleições ou então marcaram o ponto e foram beber umas cucas para o bar do partido) e há que também te dar mérito por teres vencido, mesmo sendo tu o único candidato.

Com o dinheiro que poderás poupar com a descida do gasoil, certamente que dará para pagar um corte de cabelo decente no San Jam.

Eclésia

Em seguida partiu os pães e o peixe e ia dando aos seus discípulos para os dividirem pela multidão.
Todos comeram até ficaram satisfeitos e ainda recolheram 6 cestos com pedaços de pão e de peixe.
Palavra do Senhor. Amén.

São 9h10 de Domingo e quando já começava a fechar o olho, eis que o Sr. abade profere estas palavras sábias descritas no Antigo Testamento Versículo XIV segundo S. Lucas, atirando-me de imediato abaixo do sofá, fazendo com que eu batesse com a cabeça na esquina da mesa, partindo a mesa em 6 pedaços. Peguei nos pedaços e distribuí pela multidão... e todos ficaram satisfeitos.
Pensava que já tinha experimentado todo o tipo de estupefacientes até ver e sentir a moca que me dá ver este programa. Se nunca viram, experimentem colocar 150 velhas numa sala cheia de homens pregados na cruz a cantar "Deus me ajude" enquanto que um velhote mascarado de cortinado Luis XIV com uma coquilha feminina cor-de-rosa na cabeça a tapar a careca em forma de lua cheia estava com alta bebedeira porque diz que estava a beber o sangue de Cristo mas eu vi muito bem o garrafão de maduro tinto debaixo da mesa.
Agora estão a passar o cesto para o pessoal por as moedas para pagar aos arrumadores que devem estar a porta a espera de comprar a dose ou será para comprarem o corpo de Cristo?!

Bem, vou ao MarShopping a pé. É promessa!!!

Campanha de Natal Vodafone

A Vodafone este Natal, superou as expectativas de tudo e de todos, arrasando por completo os mais directos concorrentes, que acredito que depois desta campanha, vão deixar de existir concorrentes e mais de 10 milhões de portugueses, dos quais 12 milhões são benfiquistas, vão passar a ser clientes Vodafone.
Estava a efectuar uma pesquisa sobre o mercado de telemóveis e eis que me deparo, com esta campanha bombástica no website da Vodafone.




Na compra do telemóvel, a Vodafone oferece o envelope de embrulho. Simplesmente LOUCOOOO!!!!
Na minha opinião vão ter prejuízo, mas eles é que sabem...

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Pontuação


Pensei escrever um post vírgula sobre a cadeia alimentar no Zimbabwe vírgula ou mesmo vírgula sobre os casamentos gays na Gronelândia vírgula mas não haverá muito para falar ponto final

Porque não falar sobre a pontuação ponto de interrogação

Por exemplo dois pontos
Quando usar a vírgula ponto de interrogação
Para quê o ponto e vírgula ponto de interrogação
reticências

São tantas as dúvidas virgulas incertezas que por aí andam ponto final

Para vocês duas palavras dois pontos
Saramago Style


Inde com Deus ponto final

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Copy Paste #6 (Continuação)

Isto é que foi...
Não é que a pukunina Megan Fox, depois de ver o post que lhe dediquei, me ligou.

Imaginam no que deu???

Ela cantava:
James Brown - Sex Machine
KC & The Sunshine Band - That's The Way I Like It
Lionel Richie - All Night Long
Mariah Carey - All I Want For Christmas Is You

Eu cantei:
Aviões Do Forró - Quem é o Gostosão Daqui
Excesso - Eu Sou Aquele
Iran Costa - O Bicho
Bruno e Marrone - Quer Casar Comigo

No final cantavamos:
Vengaboys - We Like To Party


Já à venda, a compilação deste fim-de-semana...
As primeiras 10 pessoas a enviar um mail, recebem uma k7 e uma ou duas fotos dessas noite...

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Copy Paste #6



"Apetece-me sempre fazer sexo"
by Megan Fox




(ó pukunina... e não é que a mim também... Acho que nos iamos dar muuuuuuuuuuuuuito bem!!!)