quinta-feira, 30 de abril de 2009

BES

BES - Banco Estupidamente Sarcástico

Julgando eu já ter visto um pouco de tudo, hoje recebo uma carta no mínimo estranha e vá, não querendo ser mal educado, estúpida.
Recebo a carta do BES e preparo-me para a abrir, tomando as devidas precauções (Visto uma roupa suja, coloco o avental de cozinha, uma touca de banho, os óculos de ver ao perto da minha mãe, o capacete das obras do meu irmão, as botas de biqueira de aço do meu pai, as luvas de borracha da minha avó e a tesoura de poda do meu avô, isolando todas as paredes da sala e janelas com papel de jornal) e quando tudo parecia seguro para poder abrir a carta, reparo que afinal não havia carta.
O envelope estava tão bem selado, que pela saliva a secretária que fez o favor de brincar comigo deve ter uns 85 anos de casa.
Ainda procurei em todos os cantos internos à procura de ANTRAX ou alguns micróbios perdidos, porque ainda pensei apanhar a gripe suína e aí sim, teria percebido a piada.
O mais irónico, é a mensagem que vem no interior do envelope, em letras maiúsculas e legíveis até para um cego. Passo a citar: "OBRIGADO PELO SEU PAPEL. BES PELO AMBIENTE!".
Agora meus dromedários de duas patas, inúteis e insignificantes neste planeta, se por alguma razão ficar sem água em casa, deslocar-me à praia e apanhar um escaldão, se nevar outra vez em Ermesinde ou se o gelo derreter no Polo Sul e por isso não puderem fazer a trilogia do filme ICE AGE, eu retiro a carga de uma caneta bic, faço bolinhas de papel escupido e vou para a porta de uma filial vossa soprar bolinhas de escupe a todos os empregados que sairem por aquela porta!

Pensem 2x antes de pensarem no ambiente!!!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Que sa foda!

Isaltino Morais, homem de uma família nobre e à noite transformista numa boate pobre.
Como tudo começou?
Tino Morais era um puteiro de primeira. Todo o ordenado que ganhava, gastava em pagar copos às putas. Nunca tinha relações, apenas gostava de se sentar, pagar garrafas de champagne no valor de 75€ e falar que o seu trabalho era uma merda.
Era picheleiro e passava todo o dia a esfregar e a consertar tubos. Por vezes lá tinha que desentupir umas retretes e aí sim, era um dia em cheio para o Tino.
Certa vez, deparou-se com o último grito das sanitas, nunca visto em lado algum, era o modelo Caganix 1924 da Valadares, uma sanita feita em acrílico e polida com cotonete, que tinha um esguicho incorporado para limpar o rabiote.
Tino recebeu a chamada do seu cliente, tendo sido indicado que o esguicho não funcionava. Tino pegou na sua key (chave inglesa), calçou as luvas de borracha e foi lavar a loiça. Só depois é que se dirigiu ao local.
Ao deparar-se com a modelo Caganix 1924 da Valadares, Tino exclamou: TOU FUDIDO!
Mas na realidade, ainda não estava.
Observou, apreciou, atentou, admirou, proclamou e sem perceber um piaçaba daquela merda, resolveu chamar a sua equipe técnica. Percorridos 30min, estavam num WC com 4m x 2m de largura, 30 homens à volta da Caganix sem conseguir resolver a situação. Como a sanita nunca tinha sido usada e como Tino tinha comido umas punhetas de bacalhau com feijão fradinho ao almoço (Tino como era flácido na zona nadegueira), não conseguiu suster a respiração do seu ânus e lá teve que se sentar e dar uso à sanita.
Bateu o record do "tira a calça e a cueca mais rápido" em 1,2 segundos, batendo o anterior record de Sócrates, que mais merda faz sem tirar as calças e rodeado por 29 homens, sem qualquer preconceito mas com uma vontade enorme de cagar, lá começou muito tímido por soltar uma bufa mas depois de dizer "Que sa foda!", soltou tudo cá pra fora.
Depois de desabafar e deitar tudo cá pra fora, viu que não tinha papel higiénico e então disse: "Tou fudido!". Mas na realidade, ainda não estava.
Sem saber o que fazer, diz novamente: "Que sa foda!" e quando se vai a levantar para subir as calças, um jacto de água que parecia a tromba de um elefante a deitar água, assim como um tsunami, também limpou tudo o que lhe apareceu à frente!
Agora sim, Tino Morais acabara de perder a virgindade e estava literalmente fudido.
Angustiado e com um andar novo, depois do trabalho, sem quebrar o ritual, foi para a boate. Mas como estava tão constrangido com a situação, resolveu vingar-se e em vez de pagar uma garrafa de champagne, decidiu ter relações com a primeira que lhe apareceu.
Chamava-se Salette.
Mulher simples, bem vestida mas não tão bem despida, tinha uma cara tão feia, que quando ia à missa, Cristo pregado na cruz, virava sempre a cara para o lado.
Ainda com a cabeça no trabalho, Tino esquece-se de colocar a camisa nas costas da cadeira e o preservativo no cabide de que tanto se orgulhava.
9 meses depois, estava Salette na maternidade de pernas abertas aos berros e os médicos aos berros por ver a cara da Salette.
Mal saiu o bebé, todos exclamaram: "IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIshhh!!! É a cara da mãe!"
Daí nasceu Isaltino Morais. "I" porque todos exclamaram, "Sal" porque era o diminutivo da mãe e "Tino" porque era o nome do pai e ele também não pode escolher o seu nome.
No mesmo ano que Isaltino completou 18 anos, Salette, sua mãe, falece durante uma dança do varão para uma plateia de nenhum espectador. Subitamente sofreu um AVCD, um ataque cardíaco, paragem do coração (tenho ideia que o coração conseguiu ver-lhe a cara), Hepatite prolongada, cancro na cara, osteoporose na cana do nariz, tuberculose nos olhos, escrobuto, sífilis nos lábios e apenas dois dentes, pois uma vez sorriu ao espelho, os dentes viram a cara e fugiram quase todos.
Deparado com esta situação constrangedora, Isaltino decide tirar o saco plástico, deixa os estudos (só estudava livros com páginas em branco, porque as letras fugiam todas) e decide honrar a sua mãe, seguindo os passos dela e a dançar no varão todas as 2as feiras à noite, quando a boate estava fechada!

Minha interpretação dos sinais de trânsito

Há quem me chame de Fangio, outros de picão, mas prefiro que me tratem mesmo por Stevie Wonder, pois quando ando na estrada, não vejo aos sinais de trânsito.
Como não sou o único, vou aqui e em directo (ao vivo se quiserem), criar uma nova interpretação dos sinais de trânsito, de forma a obrigar os "fora da lei" a olhar, mesmo que não respeitem, para os mesmos.



Proibido atirar boomerangs. Pode ser um pau e depois não volta!



Proibido coçar a gaita!



Se Tiveres Oportunidade Passa!



Usa tampões. Com os pensos o período espalha-se pela cueca!



Depois de comer, cruza os talheres!



Faltam-te 4 queijos para ganhares o trivial pursuit.



Proibido comer velhotas com mais de 80 anos.




És um boi!



És um veado!



Cuidado com a traseira. Há bichas por todo o lado!



Foste mijar? Verifica se tens a cancela aberta! Se não foste, cancela a mensagem deste sinal.



Esta é a cruz que me faltava para ganhar o jogo do galo!



SILÊNCIO! O coveiro está a trabalhar!




Se vires este sinal, provavelmente estás com o teu carro numa linha de comboio.



Local normalmente frequentado por pedófilos. Não venha sozinho, traga os seus filhos!




Faz esse! Se não parares e não enrolares um, sujeitas-te a uma coima de 500 a 1250€. Se por ventura fumares demais, sujeitas-te a uma coma de 500 a 1250 dias.



PERIGO! Caminho normalmente usado por mulheres!





Perigo, mulher grávida, preta, deitada na estrada. Obrigatório carregar no acelerador até ao fundo.



Chegaste tarde. Já alguém passou por cima da mulher.

terça-feira, 21 de abril de 2009

Apetece-me disparatar

Isto há dias assim. Numa hora estamos sentados na retrete a conferenciar com a parede o conteúdo da revista Maria, na outra estamos de pé, junto a um semáforo a falar ao telemóvel com a mulher sobre o casaco que ela quer comprar e que impedirá pagar a prestação da casa nos próximos 3 anos. O que é que as duas situações têm um comum? A merda, pois claro. Um tipo faça o que fizer, tem sempre merda na vida. Dizem que as coisas mais certas que temos na vida são a morte e os impostos. Eu discordo. É mesmo a merda.

Reparem que um gajo chega a uma determinada idade e fica todo roto, levanta-se 7 vezes por noite para mijar, come uma francesinha e doi-lhe o estômago, apanha uma jarda e doi-lhe o figado, apanha a caneta que caiu e doi-lhe a rótula, pega na mulher para dar uma berlaitada e não só não levanta a pila (ou pelo desânimo de olhar para as carnes caídas que outrora foram duras, esticadas e muito "pináveis", ou por um cancro da próstata) como parte a espinha. Como se não bastasse, um gajo tá a caminhar para velho, ou seja, mais tarde ou mais cedo tem os putos aos saltos a enfiarem connosco num lar de jarretas e a surripiarem as tralhas lá de casa, a fazerem-nos assinar papelada que nos atesta a demência. E depois ainda é enfiado numa cama de hospital para quinar duma pneumonia após dar entrada nas urgências porque espetou uma agulha num dedo mas a puta da enfermeira deixa a janela aberta. Isto é ou não uma merda?

Por outro lado, um gajo trabalha 8 horas por dia (porque ver e-mails cansa os olhos!), tem de desviar os olhos do decote da secretária, não lhe pode apalpar o pacote (lá por causa da treta do assédio sexual), tem de aturar o patrão, os empregados, a funcionária da limpeza, os clientes, os fornecedores,os vendedores, os auditores, os consultores, os advogados, os contabilistas, os economistas, o gajo do empilhador, a boazona que o patrão anda a comer e que quer mandar mais que nós quando só nos apetece esticá-la na fotocopiadora e aplicar-lhe uma "a la Taveira"... chegamos ao fim do mês e não só somos mal pagos mas também enrabados por uns gajos que nos tiram metade daquilo que íamos utilizar para emborcar finos, pagar a escola ao puto, comprar preservativos, ir às putas e comprar lingerie para a amante. Ou seja, temos que enfiar o puto numa escola onde ele aprende a escrever como um atrasado mental, a fazer contas como um macaco a contar os pelos que arranca do cú e as probabilidades de se meter na droga e foder-nos o resto da massa são grandes; temos que cortar nos preservativos (e arriscarmo-nos a fazer mais filhos fora de casa, o que aumenta as pensões de alimentos), temos que cortar nas putas e mocar a amante nua (ok, isto não faz grande diferença).Mas pior que tudo, temos que cortar nos finos! E isso é uma merda.

E porque é que deixar de beber finos é uma merda? Porque cerveja é bom. E se bebermos na quantidade certa, até nos esquecemos que temos que pagar impostos e que vamos esticar o pernil. Obrigado Sagres, Obrigado Super Bock, Obrigado Cristal!!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Pega, vá lá!

"Pega, vá lá! Amanhã mudo-te, mas agora não. Pega...!!! Estou f*dido!"

Não perceberam?
Então é porque ainda não vos aconteceu. O dia há-de chegar.
E quando acontecer, não inventem desculpas. Só vão piorar as coisas.
Tentar explicar a um amigo, a quem ligaram quando o sol está a sair da cama, para vos ajudar porque o carro não pega, e coincidência das coincidências, até por acaso estão com uma moça e os vidros estão... nem vale a pena. É que por mais desculpas que possam dar, é óbvio que dá para perceber, que a ler os livros da Anita não estavam.
Percebam é que terão de abdicar sempre de alguma coisa. Ou da música ou do gasóleo. É que para estarem com música convém ter o carro ligado... Podem sempre abdicar da moça, mas aí este post não tinha razão de ser.
E nunca , mas nunca esquecer de ter, um niquinho da janela aberta. O aspecto de carro sem bateria, com vidros embaciados... É impossível não recordar o Titanic!!!




Perceberam agora?
É o que um gajo pensa quando isto acontece!!

Violência na noite do Porto

Não é mentira, não é boato, não são balelas nem muito menos "peanuts". Estou de volta com mais inspiração do que nunca!

Há meia dúzia de dois anos e meio para cá, como é sabido, a violência nas discotecas do Porto, ao contrário dos penís dos homens que sofrem de impotência, têm vindo a aumentar.
Ele é tiros, ele é naifadas com navalhas e navalhadas com naifas de acertar as patilhas no cabeleireiro, ele é bixas que se envolvem em rixas, ele é socos nas trombas e trombadas nos cocos, ele é todo e variada série de possibilidades imaginárias e algumas que não passam pela cabeça de ninguém de curtir a noite.
Neste último sábado, voltou a acontecer na Zona Industrial do Porto (se quiserem saber o nome da discoteca, perguntem-me de uma forma sublime).
Não vou apelar para acabarem com a violência, mas como eu tenho olho para o negócio, vejo que há neste momento um nicho de mercado que está à espera de ser satisfeito.

Aos investidores:

Procuro investidores dispostos a triplicar o investimento em 2 meses.

Negócio:

Criar uma casa nocturna com 3 pistas de dança. A primeira para sóbrios, a segunda para meios sóbrios ou meios bêbados e a terceira para os "vouuu birlar o buarcooooooooohhhh". Esta última sala teria um ringue de boxe, sacos de boxe e sacos para os vómitos, assim como uma cabine telefónica com apenas 3 teclas (112).
- Dizem vocês: "112 são só duas teclas!"
- Ao qual eu respondo: "Eu sei! Enganei-me! Mas o backspace não está a funcionar!!!"
Esta sala incluía ainda uma mesa redonda, em que os mais corajosos seriam amarrados à cadeira e teriam armas com apenas uma bala à disposição! Mesa com lotação para 24 pessoas.
À saída, inclui um guichet com torniquet e pavimento lamparquet porque é mais resistente que o parquet, decorado com bouquet de flores e quadros de Monet que quando era vivo conduzia um cabriolet e tinha casa em Lloret, com um funcionário da segurança social a vender senhas para a carreira 105 que passa no hospital S. João, porque duvido que a cabine do "112" vá durar muito tempo.

Caso não funcione, e com vista (ou XP) a acabar com a violência na noite, a solução será mesmo abrir as discotecas durante o dia!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Português "Z"?!

Amiguinhos, é com muita dor que comunico, que a língua portuguesa morreu. Foi desta para melhor, bateu a bota...
Lá estão vocês com as curiosidades.
Está bem, eu explico. Mas vão ter de prometer que deixam de ver as "Tardes da Júlia".

"NAO É PQ COMETERAO UM CRIME QE SAO AS PIORES PESOAS N'ESTE MUNDO.A OUTRAS PESOAS QE TAO EM LIBREDADE E QE AINDA SAO BEM PIORES!
AICHAO QE OS QE MATAO PESOAS INUCENTES OU VIOLAO NAO SAO BEM PIORES?ESSES SIM,AVIAO DE TAR NA PRISAO.OQé, O GANG DAS PICARETAS MERECE UMA LICAO.
MAS,ESPERO MESMO QE TENHAO CONTA DOS QE NAO TIVERAO MTO METIDOS NOS ASALTOS."

Este foi o comentário, que fizeram ao texto "Gang das Picaretas", postado pelo nosso e vosso companheiro Cesaltino Anacleto de Mendões e Parvo.
E é assim, eu por mais que tente não consigo descrever este comentário. Mas deixo aqui um aviso:
Senhora Ministra da Educação se calhar mudava qualquer coisa nas escolinhas. Não?!


PS: Se não percebeste a essência deste post, ou se foste tu quem escreveu o comentário, carrega aqui.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Páscoa - a versão UNCUT, não contada e remasterizada

Já dizia o meu professor de português (recentemente detido por acusações de perversão sexual com um xilofone) que "quem conta um conto acrescenta um ponto". Inspirado pelo canal História e imbuído dum espírito natalício que me costuma aparecer na Páscoa, dediquei-me a breves mas aprofundadas investigações sobre os últimos dias da vida de Cristo.

Por ser leitor assíduo do blog, o Bento meteu uma cunha e permitiu-me consultar os arquivos secretos da cidade do Vaticano. Fui lá há uns dias (antes da grande tremedeira) beber um copo com ele e pedi-lhe. No início um pouco reticente, acabou por aceder quando o ameacei que contava a toda a gente que ele tinha participado na votação do blog sobre o preservativo e tinha assinalado a escolha "só com sabor", uma vez que é fã dos preservativos morango-banana e gelatina de alecrim (não digam a ninguém, é segredo). Até saltou da mesa do cabaret, assustou a pequenota que mostrava as nalgas, levantou a vestimenta e sacou logo da chave para ma dar.

Ao entrar nos arquivos, verifiquei desde logo que o meu trabalho estava bastante facilitado. Bastou-me consultar a secção "Páscoa UNCUT", que fica entre "barbaridades e mentiras" e "posições sexuais preferidas do clero". Sacra organização!

Após meia horita de leitura, eis que me deparo com algumas conclusões bizarras (que não retiram de forma alguma o mérito da atitude de Cristo, a fofura de morrer por nós). De facto, a última ceia ocorreu, mas foi noutro local e mais tarde do que é dito. Em verdade vos digo, a última ceia decorreu em Espinho, cidade do distrito de Aveiro, à beira mar construída. Por volta das 02h00 da manhã, vindos dum jogo de futebol, Cristo, seus apóstolos e outros colegas pararam na rua 19, onde saborearam fatias de pizza, bolas de berlim e queques quentinhos da confeitaria Aipal, aberta até de madrugada. Após a sétima pesada derrota consecutiva, Judas começava a saturar-se da magia dos pés de Cristo (ainda intactos nesta altura)e já tinha combinado com Pilatos (jogador da mesma equipa e com connects políticos) que lhe iam tirar a gabarolice.

Apesar de algumas passagens cinzentas, foi possível concluir que Judas não beijou Jesus na face, mas sim tirou uma coca cola da máquina e ofereceu-lha, sinal que denunciou quem era a estrela dos jogos.

Também é possível afirmar com muitas certezas que Pedro, central de raíz com forte cabeçada e técnica acima da média, melhor amigo de Jesus, o negou três vezes antes do galo cantar. Pedro estava a tentar sacar uma gaja, e disse-lhe que era o melhor da equipa. A gaja disse "ah, ouvi dizer que é aquele, o Jota Cê", e o Pedro "na na na! Sou eu!". Mas ao contrário do que é dito nas escrituras, não houve problema nenhum nisto. Porque na altura vigorava uma lei que dizia claramente que era possível deixar os amigos pendurados na iminência de se ter sexo.

Conclusões à parte, uma Páscoa Feliz.
Cesaltino

segunda-feira, 6 de abril de 2009

É para usar?

ou não?

video

video

Não percebo nada disto.
Todos os dias vemos e ouvimos falar daquele vírus maroto, o HIV, vemos e ouvimos campanhas para a prevenção da Sida, como estas, que carinhosamente escolhi para você.

Mas quando pensava, que era mais do que óbvio, que o preservativo (em chinês 避孕套) ajudava a prevenir a Sida, aparece um ser, de nome Joseph Alois Ratzinger aka Papa Bento XVI, que diz e passo a citar:
«Não se pode resolver (o problema da sida) com a distribuição de preservativos», acrescentando «pelo contrário, a sua utilização agrava o problema».
Diga-se que essa besta disse isto, no continente africano. Que, se não me engano, é onde o maroto anda a reinar.
Eu já vi gente, a ser condenada por homicídio, por muito menos que isto. Aliás, isto é homicídio premeditado.

Agora pergunto novamente: É para usar ou não?
É que este senhor é tu cá tu lá com Ele. E dizem que Ele sabe tudo. Ora se calhar foi Ele que disse isso ao Bento?!?!

O chato disto tudo é que, andei por aqui a "comer rebuçados com papel", convencido que estava a fazer o correcto e afinal agravei o problema. Olha que ca... f*da-se!!!


PS: Mensagem pó Bentinho:
Ai agrava o problema, não é? Dizes tu que agrava o problema?! Pois eu sugiro que tu rezes uma missa, a cada momento, que alguém morre de Sida. Bora lá? Vais ver se terás tempo, para dizer mais barbaridades como esta.